Utilidades

Legumes

Legumes

Na linguagem vulgar, legume significa o mesmo que hortaliça, ainda que originalmente assumisse dois significados mais específicos, em botânica:

  • O nome de um tipo de fruto característico das plantas leguminosas, também conhecido por vagem.
  • O nome comum para as espécies da família Fabaceae.

Segundo o primeiro significado, Legume é um fruto seco simples, que se desenvolve de um único carpelo e usualmente deiscente pela abertura da sutura da folha carpelar e da nervura oposta. Um nome comum para este tipo de fruto é uma cápsula, embora este termo seja aplicado principalmente aos frutos secos provenientes de vários carpelos. Plantas bem-conhecidas que têm legumes ou vagens incluem a alfafa, os trevos, as ervilhas, os feijões, e os amendoins. O amendoim é um caso especial, pois o seu fruto, que se desenvolve subterraneamente, é indeiscente, isto é, não abre espontaneamente para libertar as sementes.
Os legumes, no sentido de leguminosas, são notáveis pela sua habilidade para a fixação de nitrogénio atmosférico, uma realização atribuível ao relacionamento simbiótico das plantas com uma bactéria do género Rhizobium encontrada em nódulos nas suas raizes. A habilidade para formar esta simbiose reduz os custos de fertilizantes para os fazendeiros que cultivam legumes, e tem ainda a vantagem dos legumes poderem ser usados em rotação de colheita, para reabastecer o solo que foi esgotado de nitrogénio. A semente e as folhas dos legumes têm proteínas em índice comparativamente mais elevado que muitas outras plantas, provavelmente devido ao nitrogénio adicional que os legumes recebem com a simbiose.
O seu elevado índice de proteínas torna-os desejáveis na agricultura e na nutrição: os legumes cultivados caem em duas classes, forragem e grão. Forragem são legumes como alfafa, trevo e ervilhaca, que são semeados no pasto para a alimentação por animais domésticos. Os legumes de grão são cultivados para a produção de sementes que são usadas para o consumo humano e animal, ou para a produção dos óleos para usos industriais. Os legumes de grão incluem feijões, lentilhas, tremoços, ervilhas, amendoins e soja.